Implantação do Programa 5’S

Os 5S é uma prática desenvolvida no Japão, onde os pais ensinam a seus filhos princípios educacionais que os acompanham até a fase adulta. Depois de ocidentalizada, esta cultura ficou conhecida também como Housekeeping.

Esta ferramenta começou a ser utilizada para eliminação de desperdícios nos locais de trabalho. Esses desperdícios significam qualquer trabalho desenvolvido que não pode ser cobrado dos clientes, ou seja, todo o serviço que não agrega qualquer valor. Por exemplo, aquele tempo enorme gasto para procurar um determinado documento ou material que não adiciona nenhum valor e não produz também nenhum lucro. O transporte ou manuseio de materiais, para lá e para cá, dentro de uma fábrica. E tem mais, os materiais e produtos não-conformes estocados, sem serventia, causam até prejuízo, além de não agregarem qualquer valor.

Os 5S representa os cinco “esses” (5S’s) iniciais das palavras em japonês que são: Seiri, Seiton, Seiso, Seiketsu e Shitsuke. Trata-se de uma atividade voluntária praticada pelos colaboradores nos seus postos de trabalho.

Os 5S’s no Brasil são representados, normalmente, pelos cinco sensos coma as seguintes denominações:
1º. S – Sendo de Utilização (SEIRI)
2º. S – Senso de Ordenação (SEITON)
3º. S – Senso de Limpeza (SEISO)
4º. S – Senso de Saúde (SEIKTSU)
5º. S – Senso de Autodisciplina (SHITSUKE)

Promoção dos 5S’s

Normalmente, a introdução do 5S é conduzida seguindo-se etapas previamente definidas. Por exemplo, execução dos primeiros 3’Ss em primeiro lugar, para depois se passar para o quarto e o quinto S. Os primeiros 3S trabalham, principalmente, com o aspecto físico, enquanto que o quarto e o quinto tratam, inclusive, de assuntos de ordem psicológica e, muitas vezes, do íntimo das pessoas. Devido à diferença de natureza entre essas duas classes é melhor separá-las quando da introdução.

Geralmente o tempo destinado para cada um dos três primeiros S’s é de um mês. Isso se deve ao fato de que, se não estiver com o primeiro S introduzido, isto dificulta a prática do segundo S e, tendo este sido realizado, isto facilita a implementação do terceiro S. O importante é programar a introdução geral do 5S em cerca de 6 meses e , depois de se fazer uma reflexão, planejar os próximos passos.
SENSO DE UTILIZAÇÃO (SEIRI)
O Senso de Utilização (SEIRI) significa dar um jeito nas coisas desnecessárias ou, em outras palavras, deixar apenas o mínimo necessário junto a você.
SENSO DE ORDENAÇÃO (SEITON)
O senso de ordenação significa deixar os materiais a serem utilizados sempre disponíveis, sem precisar procurá-los. O ato de ficar procurando provoca atraso do trabalho, além de gerar desperdício de tempo. É necessário praticar o senso de ordenação o dia-a-dia para poder encontrar imediatamente qualquer material necessário, mesmo em caso de blackout.
SENSO DE LIMPEZA (SEISO)
O Senso de Limpeza significa conservar sempre limpo o ambiente de trabalho e os equipamentos. Em termos concretos é eliminar o pó, o lixo, a sujeira de óleo dos locais de trabalho. Limpeza é a condição absolutamente necessária para a realização do trabalho de forma agradável.
SENSO DE SAÚDE (SEIKETSU)
O Senso de Saúde tem o significado de ter saúde física e mental. O sentido do Seiketsu no Japão está mais ligado à saúde física, enquanto que o Senso de saúde, assim denominado no Brasil, possui um significado mais amplo por incluir a saúde mental. A saúde é fundamental para a felicidade de cada funcionário e também dos seus familiares.
SENSO DE BONS HÁBITOS (SHITSUKE)
Este senso consiste em adquirir bons hábitos, sendo que é para os próprios funcionários. É preciso, antes de mais nada, poder praticar naturalmente os primeiros 4S’s. SHITSUKE representa o acabamento final dos 5S’s.

O 5S vem sendo cada vez mais utilizado como uma ferramenta para educar as pessoas de uma forma prática, dentro de suas próprias atividades, através do envolvimento de todos. Não é difícil entender a razão pela qual a prática do 5S é um processo educacional.

É um processo simples, com resultados imediatos e duradouros para o homem (dentro e fora da organização), para a empresa, para os clientes e para o meio ambiente, enfim, o 5S é a Base da Qualidade Total.

Sistema de Gestão da Qualidade ISO 9001

Esta norma é utilizada quando uma organização necessita demonstrar sua capacidade para fornecer produtos de qualidade, atendendo aos requisitos de cliente, estatutários e regulamentares A implementação de um Sistema de Gestão da Qualidade permite que os processos sejam identificados, monitorados e gerenciados através de indicadores de desempenho, apresentando, de forma consistente, os resultados e as necessidades de ações para atingir as melhorias desejadas.

As vantagens na criação de um Sistema de Gestão da Qualidade são?

  • – Desenvolvimento de estruturas documentadas sobre o correto funcionamento da empresa em todas as suas áreas;
  • – Formação dos colaboradores para trabalharem de forma adequada às suas funções e competências e de acordo com os objetivos da empresa;
  • – Criação de hábitos de análise e diagnóstico de não conformidades ou de falhas não só no processo produtivo, mas também nas restantes esferas da organização;
  • – Implementação de sistemas de prevenção, monitorização e correção de não conformidades;
  • – Aumentos de produtividade e de satisfação de todos os colaboradores;
  • – Adoção de formas de relacionamento expeditas e proveitosas com clientes, fornecedores e outras entidades externas;
  • – Certificação e conseqüente reconhecimento por parte dos clientes na aposta que a Qualidade representa para a empresa;
  • – Possibilidade de obtenção de novos clientes que trabalhem exclusivamente com fornecedores certificados.

Cada vez mais as empresas optam pela Implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade, almejando benefícios que façam com que as organizações busquem se adequar ao aumento gradativo da competitividade em seus setores. Hoje com a economia globalizada e a tendência cada vez maior às áreas de livre comércio, evidenciam a necessidade da busca por ferramentas de gestão que tragam vantagens competitivas com relação a seus concorrentes.